terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

És Poesia...



És Poesia,
Dança na noite esguia,
Lampejo que perseguia,
Amor que só eu via,
Surtos de paixão que eu sentia...

E quando já não te teria,
Sem ti...desaparecia...
Preenches-me sem demasia...
Assim...como ardor que desafia...
Sou teu...tua Poesia...


_______________________________________
Boss


www.poemassemrima.blogspot.com

2 comentários:

João disse...

Boss, sem dúvida. És poesia. Ou pelo menos, fá-la... E bem!

Abraço,

von brigoi disse...

A escrita continua a fluir... e bem. As palavras em mim quebraram, o tempo levou-as ... agora preciso de me inspirar, e eis que tu és uma inspiração pelas palavras e pelo mistério. Tu não te deves lembrar de mim... o que é normal.. eu própria me esqueci.