quarta-feira, 26 de março de 2008

Sonhei contigo outra vez

Lá estavas tu, nua e sofrida, sem desejo e dorida,
Procuravas o amor incessante, paixão voraz e inconstante,
Sem mágoas perdias a dor, fugaz sentimentos sem cor,
Querias o amor e sonhavas voar, querias a minha alma e eu sem ta dar...

Sonhei contigo outra vez...

Longe, longe, longe...

Eras um ponto de luz na noite escura e fria, por onde descalça e nua ao longe te via,
Um sarrabisco de giz no quadro negro e sedoso, um grito constante num chorar nervoso,
Eras uma flor que nascia sem cor...
Querias amor e eu sem to dar...

Sonhei contigo outra vez...

Vi-te lá, quase sem te ver...querias mais e eu sem querer...
Eras chuva que molhava o tolo, maquina fotográfica que disparava sem rolo,
Gritavas sem voz num luar sombrio, desejavas o meu toque para afastar o frio,
Querias o meu corpo e eu sem to dar ...

Sonhei contigo outra vez ...

mas quem te queria era eu...

Publicada em World Art Friends

Sem comentários: